novembro 17, 2008

Carta a um " amigo ".

Acabo de ler os dois editoriais do Sr. Aluizio Cardoso Barbosa, ele foi sincero, inteligente e lógico em suas observações, leia com atenção mais outra vez e poderá tirar bons ensinamentos, algumas críticas fundamentadas como as de acima, acrescentam ao homem público; principalmente quando inteligentemente ele as absorve.
Fez ele demonstrar o mais absoluto conhecimento de sua trajetória.
Esta sua facilidade de desfazer amizades é incompreensível para alguém que almeja falar em nome das comunidades.

Eu lembro de uma propaganda da Coca-Cola que era divulgada nos carros pelas ruas dos bairros de Campos, lá no início de sua caminhada; lembro da sua voz naqueles tempos, o tom simpático que irradiava felicidade:

- ............. Fala ............, falo, falo sim...
Aquele tom fez você ser o que é , o que você utiliza hoje vai te fazer ser o que não quer e, não merece ser !

Você hoje é o estrategista, letal e eficiente marido ..........., da .......... e quem sabe até da ..............; eu penso que és mais !

Esqueceu meu amigo de acarinhar , só sabe bater.
" O problema é que quem bate esquece, quem apanha não. !!!!! "


Também quero fazer o melhor por nossa cidade, tenho objetivos, e hoje pra tornar realidade meus projetos, seria necessário ser seu amigo e correr o risco de ser um ex-amigo, talvez até um inimigo, seria o primeiro inimigo que eu teria nestes 45 anos de respeitável existência, e isto eu não preciso.

Armando Barreto

Imbé

Imbé
Vida da gente do Imbé

BUSCADOR WEB

Google

Tradutor On Line

Educativa FM 107.5







Campos terra dos Goytacazes