abril 30, 2009

Açúcar x Saúde - Esta preocupou !

Falando, escrevendo, dando dicas e receitas da Alimentação Desintoxicante ou sobre O poder de cura do Limão, sempre surgem pessoas perguntando: posso colocar açúcar no meu suco desintoxicante? Posso tomar o limão com açúcar? Posso usar mel? Posso usar adoçantes?

Enfim, mesmo tendo como foco (propósito) a desintoxicação ou a prática da medicina preventiva, as pessoas insistem em adoçar a sua grande oportunidade de cura e conquista da saúde. Vejamos o quanto de in-sano (não saudável) existe nesta necessidade.

Até cerca de 300 anos atrás a humanidade não usava aditivos doces na sua dieta ordinária. Os povos antigos e civilizações passadas não conheciam este famoso aditivo doce. O mel era usado eventualmente, mais como remédio. Como remédio!

Certamente consumia-se amêndoas, castanhas, nozes e pistache, maçãs, figos, uvas, azeitonas e amoras, cevada, trigo, centeio e painço, pepinos, melões, alho-poró, alfarroba, hortelã, aniz, cebola e alho, batatas, lentilha, soja e feijões, mostarda, tomate, leite, mel e uma infinidade de presentes da natureza. Todas transbordantes de açúcares naturais.

Este processo histórico prova que o açúcar concentrado ou refinado é desnecessário como alimento. Foi só a partir dos 5 últimos séculos que o açúcar começou a ser produzido cada vez em maior escala e ser consumido de forma cada vez mais intensa. Cada vez mais purificado, o açúcar de cana (ou beterraba) se transformou em sacarose branca. Um pó branco.

Hoje o planeta contém uma civilização consumidora de milhares de toneladas diárias de açúcar. "De 2 quilos de açúcar/ano passou-se a 80 quilos por americano/ano, em apenas 11 gerações" afirmava o Dr. Robert Atkins (EUA) faz uma década atrás.

O açúcar refinado é o resultado de um processo físico-químico que extrai da garapa (o caldo de cana) a sacarose purificada e anidra, usando e adicionando produtos químicos como clarificantes, antiumectantes e agentes de moagem. Tais aditivos químicos, sintéticos, são muitas vezes cancerígenos e/ou danosos à saúde, principalmente quando consumidos diária e frequentemente.

O açúcar refinado deve ser considerado como um produto quimicamente ativo, um produto sintético, pois se trata de uma substância resultante de um processo de purificação, um concentrado. Do xarope inicial, além de evaporado, são retiradas fibras, proteínas, sais minerais, vitaminas, impurezas etc. O produto final é a sacarose concentrada a mais de 90%, um carboidrato de elevado poder calórico, que libera doses excessivas de glicose e frutose no sangue.

Quando consumimos uma fruta ou chupamos 1 ou 2 bagos de cana, além de todos os nutrientes que estes alimentos contém, sua carga energética (carboidrato = caloria) está diluída na sua alquimia nutricional, e até faz uso destes demais nutrientes para ser usada como fonte de energia vital. Tais carboidratos "integrais e naturais" são facilmente absorvidos e usados pelo organismo, sem causar estresse ao pâncreas, ao fígado, ao cérebro e ao metabolismo como um todo.

Já a sacarose em pó (> 90% de concentração) ou líquida (xaropes de açúcar invertido) é um alimento vazio de nutrientes, ao contrário, rica em aditivos e resíduos de um processo físico-químico, razão pela qual devemos considerar o açúcar como um não alimento, zero de energia vital. Portanto, como na classificação do livro do Dr. Soleil – Você sabe se desintoxicar? - este produto sintético é um "alimento" biocídico (bio = vida + cídico = que mata).

O corpo humano não necessita de açúcar ou qualquer alimento refinado. O que ele realmente necessita é de glicose, ou seja, o tijolo básico dos carboidratos. Mas essa glicose pode ser facilmente obtida a partir de uma alimentação balanceada, onde frutas, cereais integrais, legumes e hortaliças são consumidas diariamente. Ao contrário do que dietas como a do Dr. Atkins e a de South Beach preconizam (quando evitam o consumo de carboidratos), a glicose é o principal combustível de ser humano, portanto é muito importante para o seu pleno metabolismo, quando gera energia de crescimento, regeneração, movimento, pensamento e manutenção. Assim, consumida da forma correta, de fontes naturais, que inclusive o organismo precisa digerir para obtê-la, existem tempos e condições que só fortalecem e favorecem o organismo.

Mas, o slogan dos produtores de sacarose é: "açúcar é energia".

Entretanto, esta é uma citação enganosa, pois na verdade, o correto seria dizer que: "açúcar é uma injeção de sacarose na veia”, ou seja, superabundância de energia química concentrada.

Atualmente nossos pâncreas têm que produzir em um único dia a quantidade
de insulina que nossos ancestrais possivelmente produziam durante uma vida - Dr. Cyro Masci.

E aí reside o problema: açúcar refinado é sempre excesso de energia, acima das necessidades reais. E, uma vez ingerido, para onde vai este excesso? Causar estresse, desarmonias, doenças:
• Depósito de gordura corporal nas vísceras, órgãos, sistemas...
• Maior demanda de energia metabólica (estresse metabólico) para contornar as desarmonias energéticas geradas;
• Envelhecimento precoce, pois a célula só usa o que necessita, todo o excesso passa a ser um "estorvo" metabólico;
• Estímulo excessivo do pâncreas;
• Depressão do sistema imunológico, incluindo problemas como doenças crônicas ou repetitivas;
• Desmineralização orgânica, incluindo problemas de anemia, dentes e ossos;
• Subnutrição pela depressão de enzimas digestivas, portanto pobre aproveitamento e fixação de nutrientes e;
• Problemas digestivos, gases, constipações, mau-humor, afetividade, equilíbrio emocional, produtividade, etc.

Ao se consumir um produto extremamente concentrado, isolado, sem a alquimia dos alimentos oferecidos como tal pela natureza, será exigido do organismo uma compensação química pela ausência dos demais nutrientes daquele produto natural. Ou seja, no metabolismo de geração energética dos carboidratos, principalmente dos açúcares, é FUNDAMENTAL a presença de cálcio, ferro, magnésio, enzimas e vitaminas. Se tais substâncias não estão presentes, elas serão seqüestrados das reservas (caso existam) do indivíduo que fez uso daquela sacarose sintética.

Este é o motivo pelo qual o açúcar "rouba" do organismo depósitos destes minerais, e esta carência de cálcio, magnésio e ferro aumenta quanto maior a ingestão de açúcar. Podemos afirmar então que o açúcar é descalcificante, desmineralizante, desvitaminizante, um agente de desarmonização metabólica. Açúcar não é "alimento", mas um "antinutriente". Ele MATA a vida, pois ferro significa vitalidade, cálcio ossos e dentes, magnésio a conexão espiritual.

Lembramos que no consagrado livro de Willian Dufty - Sugar Blues - ele considera o açúcar como uma "droga doce e viciante que dissolve os dentes e os ossos de toda uma civilização".

E o pior, seus efeitos são como o de uma verdadeira droga, lentos, cumulativos e insidiosos, vão minando a saúde dia após dia, ano após ano.

Importante lembrar que todo alimento classificado como carboidrato ou energético, que são os cereais e suas farinhas, as frutas, os legumes e as verduras, são assim denominados porque se transformam em glicose durante seu processo digestivo. Também, uma pequena parte das carnes e até mesmo das sementes se converte em glicose.

Portanto, numa alimentação balanceada e consciente, esta é a rota energética natural de mantemos as necessidades bioquímicas do corpo. Isso explica por que povos antigos não necessitavam de açúcar concentrado, isolado e sintético.

Assim, se levarmos em conta que não necessitamos de açúcar “extra”, tudo o que se consome de açúcar nestes três últimos séculos é excessivo, exagerado, muito além do que o organismo necessita.

Vamos ao bom senso? O mais importante é fazer com que cada indivíduo entenda que a alimentação natural, sem aditição de sacarose sintética, contém quantidades suficientes de glicose e energia. Não mesmo adoçantes, exceção feita aos diabéticos.

Já que o açúcar refinado existe e é impossível negar seus prazeres, vamos ao bom senso, à criatividade, ao adaptar-se? Nestes tempos de modernidade e “high tech”, ingerimos muito mais "energia" do que o necessário. Principalmente porque a humanidade está muito menos física, ao contrário, mais sedentária.

E, como estamos falando de uma “droga”, quem consome muito açúcar torna-se um dependente orgânico, e quanto mais intoxicado, mais deseja açúcar, mais sedentário, porque tende a ter menos força física, emocional e mental. Grandes consumidores de açúcar geralmente são fracos, astênicos, e acreditam que não podem fazer nada sem consumir um pouco de doce. Vai uma dose extra aí?

O Brasil, um dos maiores produtores de açúcar do mundo, tem um problema cultural, pois sua economia iniciou-se pelo cultivo da cana. Infelizmente, o brasileiro consome cerca de 200 gramas de açúcar/dia. Por extensão são cerca de 6 quilos/mês ou 72 quilos/ano.

Portanto, a cada 13 anos a pessoa consome 1 tonelada de açúcar. Então um cidadão brasileiro de 40 anos já fez passar pelo seu organismo algo como 3 toneladas de açúcar.

Referência: "Relatório Orion" - Dr. Márcio Bontempo - L&PM Editores.

Conceição Trucom é química, cientista, palestrante e escritora sobre temas voltados para a alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida.

abril 22, 2009

Querido Anônimo ....

- Eu não sou de todo são, pode ter certeza!
Tenho posicionamentos e conceitos que podem não ser comum a todos, mas, tenho uma "benção" que, graças ao bom deus bate forte no peito e não me permite ser covarde ou omisso.
Não tenho este negócio de rosa ou vermelho, a cor que embelezar eu acho bonita, a que enfeiar
é sujeira, precisa ser retirada e jogada pro lixo !
Não tenho nada contra este ou aquele governante, tenho sim posicionamentos ou opiniões que por vezes divergem destes.
Também não defendo a corrupção e muito menos chamo corruptos de amigo, irmão ou coisa que se pareça.
Não concordo com os tribunais que sustentam que pra ser culpado é necessário, transitado e julgado, se; todo mundo sabe que determinado, presidente, governador, senador, deputado, prefeito, secretário, vereador, síndico, empresário, banqueiro é ladrão, puta que o pariu: Cadeia neles!
Todo mundo sabe que aquele sujeito andava de sandália velha, juntou-se com um grupo de empreiteiros que por sua vez sentavam a mesa e se fartavam com este e aquele vereador ou prefeito, e, de repente, passa na sua cara uma Hilux zero bala ou coisa que se pareça. A patroa dele, falar procê, dele andava mancando por conta de umas frieiras, de "bory" da Citicol e agora, ostenta um baita corte do Armani, e mais, já curte até um cacho pras vespertinas.
- Cadeia nele!
Eu trabalho, sustento os meus com meu suor, esta turma não trabalha e nem sequer transpira, acorda e dorme e até em sonhos ajeitam estratégias maliciosas e projetam suas falcatruas. Não sabem o que é respeito, família ou dignidade.
Deus que se apiede deles.
Mas, no depender de mim:
- Cadeia neles!
Não sou imune ao sofrimento, não me envergonho do que é correto, entristece-me a covardia e a maldade gratuita, a soberba é merda pura, me enoja !
Tenho buscado fazer minha parte, é pouco, é pequena, mas, é o que eu posso fazer !
Ah, não sou o dono do mundo, sou o filho dele, seu irmão !

abril 13, 2009

Pontal de Atafona

Voei
No caminhar dos sonhos
Degustados aos nacos Saboreados aos goles
De entardecer
Na tocaia da noite
Da lua
Na brisa
Das carícias
De delícias
E sobressaltos
Doadas em silêncio
De presente
Por ti morena
Aninhada
Serás amada
Na areia do pontal
Zé Armando

abril 10, 2009

ENDOSULFAN " PRA ATIVAR A MEMÓRIA RECENTE "!

RIO PARAÍBA DO SUL  
Conseqüências de um Desastre Ambiental 
7 de Janeiro de 2009 

Philip C. Scott, PhD* 

Infelizmente, as instituições estatais de Saúde, Meio Ambiente, Pesca e Agricultura do Estado do Rio de Janeiro, aparentemente não estão vendo a gravidade do recente acidente ambiental ocorrido com o despejo do poderoso pesticida Endosulfan que contaminou ¾ do leito do Rio Paraíba do Sul - RPS à partir da empresa Servatis em Resende, RJ. 

O Endosulfan, um composto organoclorado já banido em tantos países, é classificado pela agência de proteção do meio ambiente dos EUA (U.S. EPA) como altamente tóxico (- Toxicity Category I). É um disruptor do sistema endócrino humano podendo causar toxicidade reprodutiva em humanos. Aumenta o risco de autismo, o atraso da puberdade em meninos e provoca defeitos congênitos no sistema reprodutivo humano. Isso ocorre não apenas em seres humanos, mas também com outros organismos expostos à contaminação. 

O estudo (http://www.ejfoundation.org/pdf/end_of_the_road.pdf) da Environmental Justice Foundation resume os desastres ocorridos com Endosulfan em vários países onde ele é ou foi vendido por diferentes companhias. O Endosulfan é conhecido por diferentes nomes incluindo Agrosulfan; Aginarosulfan; Banagesulfan; Cyclodan; Endocel; Endoson; Endonit; Endomil; Endosol; Endostar; Endodaf; Endosulfer; E-sulfan; Endorifan; Hildan; Redsun; Seosulfan; e Thiodan. 

Assim como o DDT e Dieldrin, o Endosulfan é um composto organoclorado e como tal, é persistente no meio ambiente. Seu principal produto de degradação - o sulfato de endosulfan não apenas é mais persistente mas igualmente tóxico. O Endosulfan bioacumula nos seres humanos e outros animais. 

Por conta dos seus resíduos no meio ambiente e a contaminação de gado através de pastos afetados por Endosulfan, a Coréia do Sul já rejeitou a carne bovina da Austrália, assim como a União Européia suspendeu suas importações da Tanzania, Uganda e Quênia no passado. 

Uma pesquisa realizada em apenas 123 domicílios em Kerala na Índia, uma região afetada pela contaminação por Endosulfan, revelou 49 casos de câncer, 43 casos psiquiátricos, 23 epilépticos, 9 com anormalidades congênitas e 23 com retardamento mental. 



abril 07, 2009

Quinze Anjos na esquina

Jan...(a menina) queria tomar um banho e Marc...(o menino) não queria se separar dos amigos, nada anormal se os dois não fossem parte de um grupo de 15 crianças com necessidades especiais, que viraram brinquedinhos de gente grande e, anormal!
Janaína queria saber se na casa para onde ela estava sendo forçada a ir tinha chuveiro e toalha pois ela estava com muito calor e se sentindo muito suja e, chorava desesperada por causa disto. Marcelo gritava agressivo e socava as portas e chutava em todas as direções , porque não queria ir para a outra casa onde estava indo contra a sua vontade sem levar seus dois amiguinhos, que eu nesta aflição nem mesmo lembro dos nomes.
Os outros treze sofreram em doses iguais e tiveram reações cada um a sua maneira, e eu chorei e desculpe estou chorando agora, eu não tinha visto de perto tamanha covardia por parte de adultos contra crianças, só dos noticiários, assim de perto me fez me sentir um animal. Foram três horas nesta agonia de crianças desesperadas e gritando e chorando, mordendo umas as outras de tão apavoradas que estavam e se agrediram e agrediram as moças e senhoras que cuidavam delas que mesmo agredidas lhes respondiam com palavras suaves e carinho.
Nunca em outra ocasião tinha me aproximado de tanto sofrimento e o acaso me pregou esta peça, apesar do ocasional, de amigos e conhecidos de ambos os lados dentro da casa, eu só estava passando e vi quando dois garotos desesperados pularam os muros e corriam desorientados por entre os carros da avenida com evidente perigo de ocorrer uma tragédia, tão somente porque não queriam ir embora com aqueles que estavam ali para levá-los e deixar para trás os amigos, eles passaram raspando ao caput do meu carro, foi Deus quem desviou eles do meu para choque e me fez voltar e ver o que estava acontecendo, e eu voltei e entrei na casa, e talvez tenha doado um pouco de minha atenção e dedicado algum respeito aos pequenos. Num último momento de desespero o menino Marc... antes de ser levado embora voltou correndo e gritando pela lateral da casa, junto dele os dois amiguinhos se agrupando e se embolando os três, buscando se protegerem, como fazem os animais em bando quando acuados,
desesperados, deu um imenso trabalho pra convencê-los a ir embora dali pro outro lugar onde iam levá-los, apavorante !
Aquilo tudo que vi era um capítulo de uma batalha, acho eu que de estúpida vaidade e as vitimas crianças! Uma querra de canalhices e as vítimas crianças ! uma disputa animalesca de forças e as vítimas crianças !
Zambia, Zimbabwe, Etiópia, não ! Vinte e Oito de Março, esquina com Alzira Vargas, APIC.
Eu fiquei até que as crianças fossem levadas em carros, três ou quatro carros de passeio, um cortejo com condutores vitoriosos e alguns até sorridentes. Aos Generais contendores, jubilem-se, vocês são covardes !
Se tiverem coragem olhem nos olhos de seus filhos e netos e lembrem-se, fostes e são covardes ! Não consideraram em momento algum que eram crianças e crianças com necessidades especiais, satisfizeram o ego de um e colocaram sob os pés o outro, mas mesmo assim se vitoriosos ou derrotados , vocês são covardes !

Não acredito que aqueles pequenos Quinze Anjos estejam dormindo , mesmo a esta hora, eu vi desespero demais nos olhinhos deles, e desespero tira o sono, não o de vocês ! Quando cheguei em casa agradeci a Deus pelo meus filhos terem saúde e estarem sobre minhas asas, e eu estou chorando de novo , não tô legal não , não vou conseguir dormir ! Deus tenha piedade de vossas almas e os perdoe, porque eu não sou Deus e não vou conseguir perdoá-los !

Zé Armando

abril 03, 2009

Que Praga é essa ?

foto Fred Rabelo
foto Fred Rabelo

foto Fred Rabelo




Se a voz do Rio Paraíba pudesse ser ouvida diria o seguinte:
- Que praga é essa que essa tal "Sinteses" lança sobre min ?
Eu Perguntaria aos órgãos competentes, IBAMA, INEA, Feema, Prefeitura, órgãos e instrumentos envolvidos na proteção do meio ambiente, Municipais , Estaduais, Federais:
- Que praga é esta que lançam sobre as águas que sustentam nossas vidas e a de nossos filhos e irmãos ?
Percebam a vegetação a beira d'água e no leito por onde são lançados os resíduos no rio, toda morta !
Zé Armando

abril 02, 2009

Dia do Rio Paraíba do Sul " in memorian"

No dia Mundial das Águas a comemoração foi grande e justa, pois ela é a base da vida mas, um breve percurso pelas águas macias e quentes do no Rio Paraíba do Sul, entre o Cais da Lapa e a rampa do bairro do Matadouro nos mostrou que é preciso trabalhar muito , principalmente a consciencia das pessoas em relação a necessidade de se proteger o rio e promover reações imediatas em seu leito e margens para que um dia se possa comemorar "o dia do Riom Paraíba do Sul", é preciso agir rápido e eficiente para que esta comemoração não seja "in memorian".

Imbé

Imbé
Vida da gente do Imbé

BUSCADOR WEB

Google

Tradutor On Line

Educativa FM 107.5







Campos terra dos Goytacazes